Horário de Atendimento: 8h às 17h

Crea-GO manifesta preocupação em relação à paralisação de obras civis pela Agetop

O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Goiás (Crea-GO) recebeu com preocupação, por meio de sua Ouvidoria, denúncia anônima sobre paralisação de obras civis no Estado de Goiás. De acordo com a denúncia, diversas empresas de Engenharia prestadoras de serviços à Agência Goiana de Transportes e Obras (Agetop) tiveram suas obras/serviços, na capital e no interior, paralisados pela Diretoria de Obras Civis (DOC) da entidade, sem previsão de retomada. A preocupação do Crea-GO é acentuada pela natureza das obras paralisadas, que incluem Centros de Reabilitação de Dependentes Químicos e Centros de Atendimento Socioeducativo, que são de grande importância para a sociedade goiana.

Para o presidente do Crea-GO, Eng. Francisco Almeida, o momento não é propício para a paralisação. Pelo contrário, o período de estiagem no Estado é favorável para que as obras sejam agilizadas, de maneira que sejam encerradas dentro dos prazos previstos, com consequente economia. “Com o início da estação chuvosa em Goiás, na segunda metade do segundo semestre, as obras poderão enfrentar atrasos de seis meses a um ano, gerando mais custos aos cofres do Estado, considerando, inclusive, a deterioração natural das instalações paralisadas, mesmo com a devida manutenção do serviço já executado pelas empresas”, ressalta o presidente.

Assim, sob o ponto de vista técnico, o Crea-GO recomenda a retomada imediata das obras/serviços de engenharia sob responsabilidade da Agetop, tendo em vista os princípios da agilidade e economicidade do serviço público estadual.

 

Baixe nossos Aplicativos 

   



 

Redes Sociais