×

Crea-GO homenageia alunos vencedores de torneio de robótica nos Estados Unidos

Com projeto inovador, os jovens criaram o Chiclete, goma de mascar feita com componentes da pimenta que desobstrui as vias superiores.

Publicado: 08/09/19 14:22
Fonte: Comunicação Crea-GO


[noticia: crea-go-homenageia-alunos-vencedores-de-torneio-de-robotica-nos-estados-unidos] A equipe do Crea-GO homenageia alunos de robótica vencedores do Torneio Aberto de West Virginia, nos Estados Unidos da América - 01.jpg A equipe do Crea-GO homenageia alunos de robótica vencedores do Torneio Aberto de West Virginia, nos Estados Unidos da América

O presidente do Crea-GO, Eng. Francisco Almeida, acompanhado do 1° vice-presidente, Eng. Civ. Ricardo Veiga, e também do 1° Secretário do Conselho Eng. Civ. Agr. e Seg. Trab. Lamartine Moreira Junior participaram da homenagem realizada ontem (5/8) na Casa da Indústria, para os alunos de robótica  vencedores  do Torneio Aberto de West Virginia, nos Estados Unidos da América. A equipe do Conselho reconheceu, por meio de certificados emitidos a cada um dos estudantes, a invenção e capacidade técnica dos futuros profissionais.  Representantes do curso de inglês CNA também participaram da homenagem e se uniram ao Sistema Indústria para oferecer bolsas de estudo aos sete integrantes da equipe Gametech Canaã, do Sesi Goiás.

Com projeto inovador, os jovens criaram o Chiclete, goma de mascar feita com componentes da pimenta que desobstrui as vias superiores, restaurando a capacidade dos astronautas de sentirem o cheiro e o sabor dos alimentos.

Em reconhecimento a conquista dos alunos do Sesi Goiás, Francisco Almeida entregou diplomas de honra ao mérito a equipe Gametech Canaã. “Esses meninos são o futuro do País, precisamos valorizar o esforço deles e dos professores que se empenharam para vencer o torneio de robótica”, disse.

Durante a homenagem, o presidente da Federação das Indústrias do Estado de Goiás (FIEG), Sandro Mabel, reforçou a missão de transformar Goiás na Coreia do Sul em educação profissional. “Nossa função é capacitar mão de obra cada vez mais qualificada para a indústria, com trabalho focado na inovação e nas profissões do futuro, para alavancar o desenvolvimento do Brasil. E esses alunos do Sesi Goiás, que venceram o torneio de robótica nos Estados Unidos, trazendo para o Estado e o País uma conquista tão importante, são um exemplo de que estamos no caminho certo”, ressaltou.

Proprietário do CNA Goiânia, Rubens Júnior, disse que a bolsa de estudo concedida aos alunos é uma forma de valorizar o excelente desempenho da equipe. “O aperfeiçoamento na língua inglesa é essencial para que os alunos cheguem cada vez mais longe em suas carreiras, queremos que eles aproveitem ao máximo essa oportunidade”.

Integrante da equipe Gametech Canaã, Cairo Gabriel revelou o desejo de levar o projeto para mais longe ainda. “Agora é sonhar cada vez mais alto. Estamos entrando com pedido de patente e vendo a possibilidade de inscrever o projeto em outras feiras e, se Deus quiser, levar o projeto para o espaço”, contou. 

Presente ao evento, o deputado estadual Coronel Adailton anunciou a homenagem que a Assembleia Legislativa irá fazer aos alunos no dia 21 de agosto. Também prestigiaram a recepção aos vencedores do Torneio Aberto de West Virginia, o deputado federal Glaustin da Fokus, o vice-presidente da Fieg, Flávio Rassi, o presidente do CDTI Fieg, Heribaldo Égidio, o presidente do Sinroupas, Edilson Borges, e o diretor do IEL Goiás e presidente do Simelgo, Hélio Naves.

O CHICLETE - O tema proposto pela organização do Torneio Aberto de Robótica para a temporada 2018/2019 foi Into Orbit (em órbita, em português), desafiando os estudantes a pesquisar sobre questões relacionadas a viver e viajar no espaço. As equipes tiveram de identificar e propor uma solução inovadora para um problema físico ou social enfrentado durante as viagens de exploração espacial.

Durante as pesquisas, os estudantes de Goiânia perceberam que, por conta da gravidade, os astronautas ficavam com as vias superiores congestionadas e não conseguiam sentir o sabor dos alimentos. Para aliviar o problema, são utilizados medicamentos para desobstruir as vias nasais. Porém, o hábito de usar continuamente esse tipo de remédio, além de viciar, pode causar problemas de saúde.

A solução criada foi o chiclete, que é uma goma feita com componentes da pimenta. Assim, basta o astronauta mascar o chiclete dez minutos antes de comer e ele conseguirá sentir o sabor do alimento. Por ter sabor apimentado, o produto foi batizado "Chiliclete", fazendo alusão ao Chili, prato típico do México - ensopado picante de carne, pimenta, tomate e feijão. (Com informações da Assessoria de Imprensa da Fieg)