×

Formação de Responsáveis Técnicos e Auditores da Produção Integrada de Feijões e outros Pulses: inscrições até 26 de julho

A programação completa do curso, separada por dia e com informações de cada palestrante, pode ser conferida no site da Embrapa.

Publicado: 08/09/19 15:02
Fonte: Comunicação Crea-GO


O Crea-GO, a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) promovem, de 29 de julho a 2 de agosto, o Curso de Formação de Responsáveis Técnicos e Auditores da Produção Integrada de Feijões e outros Pulses.

Voltadas para engenheiros agrônomos, técnicos agrícolas, estudantes do último período do curso de Agronomia e agricultores, as aulas teóricas serão ministradas no auditório do Crea-GO, em Goiânia, e as aulas práticas, nas fazendas Santa Maria e Agropecuária Garbanzo, em Cristalina-GO, sempre das 8h às 18h.

Com 40 vagas e carga horária mínima de 40h, o curso tem o objetivo de apresentar os conceitos gerais do Sistema de Produção Integrada (PI Brasil) e os procedimentos específicos da Produção Integrada (PI) de feijão-comum, além de feijão-caupi e grão-de-bico.

A ideia é formar responsáveis técnicos (RTs) e auditores da PI de feijões e outros pulses, capacitando-os nos conceitos e princípios da PI, em áreas temáticas voltadas ao processo produtivo relacionado à Norma Técnica Específica do Feijão-Comum e procedimentos de auditagem.

Programação – O curso será dividido em 4 módulos, sendo os três primeiros compostos por aulas teóricas, que serão ministradas de 29 de julho a 1º de agosto no auditório do Crea-GO, em Goiânia-GO. No dia 2 de agosto, as aulas práticas serão ministradas nas fazendas Santa Maria e Agropecuária Garbanzo, em Cristalina-GO.

No Módulo I – Conceitos e Princípios da Produção Integrada, serão abordados temas como Responsabilidade Técnica, Marco Legal na Produção Integrada no Brasil, Produção Integrada: histórico, conceitos e princípios, Produção Integrada do feijão-comum e Normas Técnicas Específicas.

Aulas sobre Boas Práticas Agrícolas, o Papel do Inmetro e os requisitos de avaliação da conformidade, Culturas de suporte fitossanitário insuficiente ou Minor Crops, além de Segurança do Alimento e Comercialização e mercado de pulses e feijão: visão da indústria, também serão temas abordados no Módulo I do curso.

Já no Módulo II – Gestão e Legislação, os instrutores tratarão sobre o Plano de Gestão Ambiental Rural, Segurança, saúde no trabalho e bem-estar do trabalhador rural, Gestão da propriedade e da produção e Gestão e uso seguro de agrotóxicos.

O Módulo III – Processo Produtivo será o conteúdo mais extenso do curso. Estão entre os assuntos abordados: Implantação da cultura; Fertilidade e nutrição do feijoeiro; Práticas conservacionistas, aplicação de corretivos e fertilizantes; Plantabilidade; Gestão da Irrigação.

Aulas sobre Manejo integrado de plantas daninhas na cultura do feijão-comum e grade de agrotóxicos; Principais pragas do feijão-comum; Manejo integrado de pragas do feijão-comum e grade de agrotóxicos; além do Manejo integrado de pragas e doenças do feijão-caupi e grade de agrotóxicos serão temas abordados no Módulo III do curso.

O Módulo III ainda terá aulas sobre: Principais doenças do feijão-comum; Manejo integrado de doenças do feijão-comum e grade de agrotóxicos; Especificidades das culturas do feijão-caupi e do grão-de-bico; Tecnologia de aplicação e calibração de equipamentos; Colheita de feijões e pulses; e Pós-colheita, classificação, armazenamento e embalagem.

Ferramentas inteligentes para monitoramento de pragas e doenças; Técnicas de amostragem e análises de resíduos de agrotóxicos; Avaliação da conformidade, certificação e auditoria na Produção Integrada (PI Brasil); e Sistema de rastreabilidade e caderno de campo e pós-colheita também serão assuntos abordados na programação.

Por fim, no dia 2 de agosto, será realizado o Módulo IV, no qual serão realizadas práticas de MIP e da avaliação de conformidade.  Os custos de deslocamento, hospedagem e alimentação em Cristalina serão do próprio participante. Àqueles que necessitarem, serão disponibilizadas vagas em van do MAPA. O deslocamento será realizado na noite de quinta-feira (1º/8), uma vez que as atividades práticas se iniciarão pontualmente às 8h do dia 2 de agosto.

A programação completa do curso, separada por dia e com informações de cada palestrante, pode ser conferida no site da Embrapa.

Outras informações – O investimento para o Curso de Formação de Responsáveis Técnicos e Auditores da Produção Integrada de Feijões e outros Pulses é de R$ 420,00 para profissionais e de R$ 210,00 para estudantes, que obrigatoriamente devem estar cursando o último período do curso de Agronomia.

As inscrições devem ser realizadas até o dia 26 de julho no site da Fundação de Apoio à Pesquisa e ao Desenvolvimento (FAPED), que também emitirá o boleto para pagamento da taxa. Mais informações sobre o pagamento da taxa de inscrição também devem ser consultadas no site da Fundação.

O curso tem validade de cinco anos, devendo ser refeito após este período. Para receber o certificado de conclusão, o participante deverá ter frequência integral nas aulas e nota mínima de 75% na avaliação. A habilitação de responsável técnico em PI é exclusiva para profissionais da Agronomia devidamente registrados no Crea. Já o papel de auditor pode ser exercido por qualquer profissional com formação superior.

A Embrapa alerta que a norma técnica específica de pulses ainda não está disponível. Assim, para atuar como RT da produção integrada de pulses, o técnico deverá cursar um módulo adicional específico, que será oportunamente oferecido. Mais informações pelos telefones (62) 3533-2123 / 2161, ou pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.">aluisio.silva@embrapa.br, com Aluisio Goulart Silva.