×

Caldas Novas é selecionada no edital Cidade+Recicleiros 2019

Cidade terá apoio para o desenvolvimento do Plano Municipal de Coleta Seletiva. Inspetora do Crea faz parte do GT de implantação.

Publicado: 06/11/19 10:44
Fonte: Assessoria de Imprensa do Crea-GO


[noticia: caldas-novas-e-selecionada-no-edital-cidaderecicleiros-2019] - CALDAS_NOVAS_CIDADES+RECICLEIROS_2019.png

Caldas Novas foi um dos 12 municípios brasileiros selecionados que serão introduzidos no Programa Cidade+Recicleiros por meio do desenvolvimento de seus Planos de Coleta Seletiva. Caldas foi a única cidade goiana vencedora do Edital Cidade+Recicleiros 2019, entre 522 municípios inscritos na primeira fase e 91 finalistas. A cidade goiana e as demais contempladas receberão, sem custo, assessoria técnica para o desenvolvimento do Plano Municipal de Coleta Seletiva.

O Plano de Coleta Seletiva é desenvolvido em cerca de cinco meses, em parceria com os municípios, que formam seus grupos de trabalho (GTs) com representantes técnicos e executivos. É um importante instrumento executivo, para direcionamento preciso das ações a serem implementadas e que auxilia na captação de recursos.

A inspetora-auxiliar do Crea-GO em Caldas Novas, Eng. Amb. Leidiane Martins, faz parte do GT para implantação do projeto de Coleta Seletiva na cidade. “Com essa conquista, o município receberá todo o apoio para o desenvolvimento do Plano Municipal de Coleta Seletiva, que visa qualificar as práticas de gestão de resíduos em nosso território e fortalecer a base da política pública de coleta seletiva e reciclagem”, destaca a inspetora.

Além de Caldas Novas, também foram selecionadas para o ciclo 2019/2020 do Programa Cidade+Recicleiros: Caçador-SC, Cajazeiras-PB, Campo Largo-PR, Garça-SP, Guaxupé-MG, Ji-Paraná-RO, Luís Eduardo Magalhães-BA, Santa Isabel-SP, São José do Norte-RS, Serra Talhada-PE e Três Rios-RJ.

Sobre o programa Cidade+Recicleiros

O Cidade+Recicleiros é o programa que implanta a coleta seletiva nos municípios e ajuda o setor empresarial a estar em dia com a obrigação da logística reversa, assessorando as prefeituras na implementação da coleta seletiva inteligente e oferecendo às empresas resultados certificados de reciclagem de embalagens pós-consumo com responsabilidade socioambiental e conformidade com a Política Nacional de Resíduos Sólidos – PNRS (Lei nº 12.305/2010).

O programa atua de maneira holística, qualificando os territórios para que eles ofereçam as melhores condições para a implantação de Unidades de Processamento de Materiais Recicláveis de alta eficiência. O trabalho é realizado em parceria com as prefeituras para criar bases sólidas e condições férteis para prosperar com a reciclagem nas cidades. Também é desenvolvida a regulamentação municipal, estabelecendo os melhores roteiros logísticos de coleta e processos produtivos.

Ainda são providas, pelo Cidade+Recicleiros, as estruturas de trabalho ideais para a máxima ergonomia e produtividade nas Unidades de Processamento. O programa ainda realiza a seleção, formação e capacitação de grupos de trabalho constituídos pela população em situação de vulnerabilidade social; e, por fim, implementa campanhas de comunicação para sensibilizar e orientar os munícipes quanto ao descarte correto de resíduos.