×

Mútua-GO apresenta relatório de atividades durante Sessão Plenária



Publicado: 12/11/19 15:32
Fonte: Assessoria de Imprensa do Crea-GO


[noticia: mutua-go-apresenta-relatorio-de-atividades-durante-sessao-plenaria] A diretoria da Mútua-GO se junta à mesa diretiva do Crea-GO durante a 821ª Sessão Plenária Ordinária do Conselho goiano - 821_SESSAO_PLENARIA_01.JPG A diretoria da Mútua-GO se junta à mesa diretiva do Crea-GO durante a 821ª Sessão Plenária Ordinária do Conselho goiano

A 821ª Sessão Plenária Ordinária do Crea-GO, realizada em 24 de junho, na sede do Regional goiano, contou com a participação dos diretores da Caixa de Assistência dos Profissionais do Crea-GO – Mútua-GO. O Eng. Civ. Roger Piaggio Couto, diretor-geral; o Eng. Eletric. Flávio Fernandes, diretor-administrativo; e o Eng. Civ. Luiz Queiroz, diretor-financeiro, compuseram a mesa diretiva da Sessão, ao lado do presidente Francisco Almeida e diretores do Crea.

Na oportunidade, a diretoria regional da Caixa de Assistência realizou apresentações institucionais sobre a Mútua-GO aos 41 conselheiros regionais presentes, além de colaboradores do Crea-GO. Na primeira das palestras, o diretor-geral Eng. Civ. Roger Piaggio Couto apresentou o Relatório de Resultados da Caixa até o dia 31 de maio de 2019.

Em sua apresentação, o diretor geral demonstrou que, para o exercício 2019, a Mútua-GO tem disponibilidade bancária de R$ 14.735.024,59. O valor, ainda de acordo com Roger, pode ser concedido aos associados à Caixa por meio de diversos benefícios, como “Veículos”, “Apoio Flex”, “Educação”, “Construa Já”, “Agropecuário”, “Empreendedorismo”, “Inovação” e outros.

O diretor também falou sobre os benefícios já concedidos. Desde janeiro de 1977, a Mútua de Goiás já concedeu 3.727 benefícios, no valor de R$ 104.834.201,85. Em 2017, foram 544 benefícios concedidos, no valor de R$ 17.020.033,27. Em 2018, o valor subiu para R$ 26.141.733,91, no total de 786 benefícios. No exercício de 2019, até 31 de maio, os 384 benefícios concedidos correspondiam a R$ 13.337.269,87.

Sobre inadimplência, Roger Couto demonstrou o comparativo entre os anos de 2019, 2018 e 2017. De 1º janeiro de 2001 a 31 de dezembro de 2017, eram 237 benefícios inadimplentes, no valor total de R$ 2.724.948,26 ou 20,29%. De janeiro de 2001 a dezembro de 2018, a porcentagem caiu para 18,95%, correspondentes a 302 benefícios, no valor de R$ 4.346.308,05. Já de 1º de janeiro de 2001 a 31 de maio de 2019, há inadimplência de 313 benefícios, no valor total de R$ 4.906.039,02 (17,49%).

O representante da Caixa de Assistência de Goiás também apresentou os números relativos à quantidade de associados da Mútua-GO: até 31 de maio de 2019, eram 5.602 associados, sendo 5.402 contribuintes, 89 institucionais e 111 corporativos. Roger Couto especificou que, em todo o ano de 2018, foram 1.099 novos associados à Caixa. Em 2019, até maio, já são 624 novos sócios. Os números colocaram a Mútua de Goiás em 3º lugar nacional no ranking de associados contribuintes por estado, perdendo apenas para as Caixas de Minas Gerais (13.606 contribuintes) e de São Paulo (11.118 contribuintes).

Estratégias de desempenho – Ainda durante a 821ª Sessão Plenária do Crea, o diretor-financeiro Eng. Civ. Luiz Queiroz foi o responsável pela segunda apresentação, na qual abordou as “Estratégias de Desempenho da Mútua-GO”. Em sua fala, o diretor apresentou números relacionados aos associados da Caixa de Assistência, destacando que, atualmente, a maior parte dos associados da Mútua-GO tem entre 26 e 30 anos, enquanto a maioria dos tomadores de benefícios da Caixa tem entre 31 e 40 anos de idade.

Luiz Queiroz também apresentou números da Mútua-GO em comparação com as outras entidades assistenciais do Sistema Confea/Crea no Brasil. “Somos a segunda maior Mútua do Brasil em número de contratos”, destacou o diretor. De acordo com os dados apresentados, a Mútua-GO possui 1.877 contratos, figurando atrás apenas da Mútua de São Paulo, que possui 2.057 contratos. Comparando os percentuais de contrato em relação ao número de profissionais registrados no Crea, a Mútua-GO salta para a primeira posição, com 34,11%.

O diretor-financeiro ainda mostrou números relacionados à adimplência da anuidade, ao crescimento no número de associados e outros, afirmando: “quando somamos todos esses números e fazemos uma classificação em pontos, a Mútua-GO fica em primeiro lugar, com 147 pontos”. Para Luiz Queiroz, todos os dados dão à Caixa de Assistência de Goiás objetivos claros: aumentar o número de associados, aumentar a adimplência da anuidade, aumentar o número de contratos e incrementar ações de comunicação.

Ao fim das apresentações, o presidente Francisco Almeida agradeceu aos diretores da Mútua-GO pela presença e pelas apresentações. “Vemos que a Mútua é muito boa, mas, no quadro geral, ainda há espaço para melhorias; não devemos nos acomodar”, frisou o presidente do Crea-GO. Francisco ainda parabenizou o trabalho da atual diretoria e ressaltou que “o Crea-GO quer continuar como um grande parceiro da Mútua. Já fui diretor da Caixa e sei da importância do trabalho continuado. Somos um único Sistema e temos que trabalhar como tal”.

Convênio – A apresentação do Relatório de Resultados da Mútua-GO durante a Sessão Plenária faz parte das contrapartidas devidas pelo Crea-GO à Caixa de Assistência dos Profissionais em razão do Convênio de Divulgação nº 15/2019, assinado com o objetivo de viabilizar a participação da delegação goiana na 76ª Semana Oficial da Engenharia e da Agronomia (Soea), que será realizada de 16 a 19 de setembro de 2019, em Palmas-TO.

Pela parceria firmada, a Mútua vai disponibilizar ao Regional goiano verba para despesas com custeio de diárias, passagens aéreas e auxílio traslado de 15 profissionais inscritos na categoria de sócio contribuinte da Mútua, em dia com suas obrigações perante a Caixa.  Os profissionais farão parte da delegação goiana no maior evento da área tecnológica do Brasil, que neste ano tem como tema “Estratégias da Engenharia e da Agronomia para o Desenvolvimento Nacional”.

Segundo o diretor-geral da Mútua de Goiás, Roger Couto, a parceria é importante. “Neste ano, temos não só a Soea, mas também o Congresso Nacional de Profissionais, então, especialmente agora, é importante que o Crea tenha condições de levar seus profissionais, para que participem efetivamente das discussões, que são essenciais para o desenvolvimento da área tecnológica no Brasil”, destacou.