menu
×

Crea recebe visita de cortesia de desembargador do TJGO

Anderson Máximo visitou Lamartine Moreira e conheceu os projetos do Conselho voltados para a população

Publicado: 20/09/21 16:47 - Fonte: Equipe de Comunicação do Crea-GO


[noticia: crea-recebe-visita-de-cortesia-de-desembargador-do-tjgo] Lamartine Moreira (E) e Anderson Máximo: início de uma parceria - VISITA DESEMBARGADOR 02.JPG Lamartine Moreira (E) e Anderson Máximo: início de uma parceria


O presidente do Crea-GO, Eng. Civ., Agric. e Seg. Trab. Lamartine Moreira, recebeu, em 20 de setembro, a visita do desembargador do Tribunal de Justiça de Goiás (TJGO), Anderson Máximo. Na visita de cortesia, realizada na sede do Crea, em Goiânia, o presidente do Regional apresentou ao desembargador os programas da Autarquia goiana que são voltados à população, com foco no projeto Horta Caseira.

“Eu sou um homem apaixonado pela prática assistencial e temos um trabalho forte em Trindade. Hoje, o presidente nos apresentou vários projetos desenvolvidos pelo Crea-GO que quero poder utilizar, dentre eles, a Horta Caseira, que, com muita simplicidade conseguimos realizar para a comunidade carente, que passa a ter acesso a alimentos saudáveis. Isso é dignidade, é importância, é o trabalho social que toda instituição deve ter”, explicou o desembargador, colocando o TJ à disposição para uma parceria formal.

Segundo Lamartine Moreira, enquanto uma autarquia pública federal, o Crea-GO também tem entre seus objetivos contribuir com a sociedade. “Fazemos isso, além da fiscalização, com os acordos de cooperação técnica firmados com diversos municípios e outros órgãos das esferas municipal, estadual e federal. Temos o programa de Engenharia Pública Casa Própria, o projeto Horta Caseira e outros, com os quais podemos beneficiar a população. E uma parceria com o TJGO com certeza aumentaria o nosso alcance”, frisou o engenheiro.

Sobre o projeto Horta Caseira

Desenvolvido em 2016, o projeto Horta Caseira do Crea-GO tem como objetivo estimular o cultivo de hortaliças, utilizando estrutura simples, econômica, ocupando pequenos espaços, por meio da técnica da hidroponia, na qual o solo é substituído por uma solução nutritiva que contém os elementos essenciais ao desenvolvimento das plantas. O resultado é uma planta mais forte e sadia, preservando sua qualidade nutricional.

A ideia do Crea é que a horta hidropônica seja implantada em residências, estabelecimentos assistenciais, escolas, empresas e outros ambientes em que haja um agrupamento de pessoas que façam refeição no local. Com supervisão do Conselho goiano, a horta já foi implantada em entidades beneficentes e em escolas em Goiânia e no interior do estado, onde podem ser cultivados diversos tipos de hortaliças, como alface, rúcula, chicória, agrião, tomate, pimentão, pepino, morango e outros.

Entre as vantagens da horta caseira hidropônica estão um crescimento mais rápido das plantas; maior produtividade; aumento da proteção contra ataque de pragas e doenças sem o uso de agrotóxicos; possibilidade de plantio em qualquer época, com menores riscos diante das adversidades climáticas; baixos custos operacionais; baixa demanda de mão de obra; reduzido uso de espaços e maior sanidade alimentar.

 

Brunno Falcão
Equipe de Comunicação do Crea-GO